Previdência

Portabilidade de Previdência Privada: O que você precisa saber para trocar de plano


  Uma das grandes vantagens de seu investir em uma previdência privada é a possibilidade de, caso você esteja insatisfeito com seu plano de previdência, você tem a opção de migrar seus recursos aplicados para outro plano, que melhor se adeque aos seus objetivos como investir.

 

Essa portabilidade pode ser feita para qualquer instituição financeiro no país e pode ser realizada sem custos para o investidor. O processo é fácil e garante a segurança do seu dinheiro.

 

No processo de portabilidade da previdência privada, não há a necessidade de você resgatar seu plano e dessa forma ter que pagar imposto de renda e iniciar do zero um novo plano, já que basta realizar essa transferência.

 

A portabilidade da previdência privada é utilizada principalmente por investidores que desejam aumentar suas possibilidades de rendimentos, com estratégias mais robustas e adequadas à seus objetivos ou estão em busca de taxas menores para gestão de seu plano.

 

A portabilidade também pode ser realizada dentro da mesma instituição financeira, ajudando na mudança de uma plano atual para outro mais adequado à você. Todos esses recursos ajudam o investidor a melhorar seus rendimentos e buscar formas de melhorar a eficiência de seus investimentos para chegar em seu objetivo.

 

Como é feita a portabilidade?

O pedido de portabilidade deve ser feito à instituição financeira de seu plano atual. Você irá informar para onde deseja migrar seu plano e será o plano a partir do qual você irá migrar que irá contactar o plano de destino para realizar o processo de transferência, que pode levar até 5 dias para ser concluído.

 

É possível realizar a portabilidade previdência entre planos abertos, entre planos fechados (fundos de pensão) ou de um plano fechado para um plano aberto. Mas só é possível solicitar a migração de seu plano durante a fase de acumulação do plano, nunca na fase de recebimento do benefício.

 

Durante a portabilidade da previdência, ainda é possível mudar a tabela de cobrança de imposto de renda de seu plano da progressiva para a regressiva. Mas não é possível realizar a mudança da regressiva para a progressiva, já que ao escolher a tabela regressiva, deve-se permanecer com ela até o final do investimento.

 

Conclusão 

  Como a portabilidade da previdência permite ao investidor levar todo o prazo em que ele permaneceu no plano, sem voltar a contar do zero essa ferramenta é uma ótima alternativa para quem está insatisfeito com o plano atual de previdência privada. É possível realizar uma série de mudanças no plano de investimento sem ter que sacar o dinheiro, pagar imposto de renda e iniciar uma nova previdência.

 

 

 

Compartilhe esse artigo: